"The poetry of earth is never dead" (A poesia da terra nunca morre) Keats - "Construir para se destruir" Paul Valéry - blog do Poeta F.G.M.

Livros Publicados

link

Primeira edição: 2012.


“Confesssional, inquisidor, perquiridor, arauto de nossos sufocos e alucinações, mental e verbal, venial, sintonizado com os tempos dilacerantes que (re)vivemos ou em que fenecemos. Poemas longos, desbordantes. Ele sente frio em zona tórrida!”

ANTONIO MIRANDA


link
2014.


2015.



 2017.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Que onda é essa

A manhã surgiu sobre o horizonte. Os prédios brilhavam à luz do sol. A acidez da minha boca torrava meu juízo. Meus olhos ainda estavam ...