"The poetry of earth is never dead" (A poesia da terra nunca morre) Keats - "Construir para se destruir" Paul Valéry - blog do Poeta F.G.M.

domingo, 15 de outubro de 2017

Dos caminhos do reconhecimento



Em cartas trocadas sobre Castro Alves entre dois grandes nomes da literatura brasileira, destaco:

 “Ínvios caminhos por onde se vai à decepção, à indiferença e finalmente à glória, que são os três círculos máximos da divina comédia do talento.”
José de Alencar

Em resposta:

“Contra a conspiração da indiferença, tem V. Excelência um aliado invencível: a conspiração da posteridade.”
Machado de Assis

F.G.M.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A morte do autor

O mistério que ronda meu sangue é peregrino. Como a noite, eu me vejo na escuridão das eras a perambular por uma resposta sobre o que ac...